Colunistas ver todos
Título da matéria

Reflexões da Semana de 13 a 19 de dezembro de 2012

13/12/2012, às 18:38:44 - por Professor Rui - Fonte: Rui Barcellos
Fonte:

Algumas memórias que tenho do Estádio Olímpico

Vendo pela televisão o jogo de despedida do Estádio Olímpico do Grêmio Futebol Porto Alegrense que ocorreu dia 25 de novembro me veio uma série de imagens que vivenciei e, portanto fazem parte de minha vida e que tentarei repassar algumas para os leitores. Era um domingo no mês de setembro de 1954, eu tinha oito anos e recebi um convite de um vizinho para ir com o seu filho a inauguração do Estádio Olímpico. Fui e fiquei espantado com o tamanho daquele Campo de Futebol, e principalmente com a alegria dos torcedores, pois o Grêmio venceu o Nacional do Uruguai por 2 a 0. Mas como a beleza do futebol esta no fato da gente poder ganhar, perder ou empatar, a outra realidade veio no outro domingo quando o Internacional deu uma goleada em seu maior rival de 6x2 (quatro gols do Larry) naquele dia conheci a tristeza que o torcedor sentem ao ver seu time derrotado, principalmente por seu maior rival. Talvez este fato tenha me feito ser Gremista, pois vivenciei em 7 dias os dois lados, ou seja apreendi que vitória e derrota correm muito perto, assim como na vida, talvez este fato me fez escolher o Grêmio para torcer, escolha que não me arrependo até porque a gente pode mudar de partido político e até de religião, mas time de futebol é eterno. Em outra ocasião eu estava assistindo ao jogo Grêmio e América do Rio de Janeiro, o tricolor gaúcho dando um banho de bola, mas isto não é tudo em futebol, aliás, o que vale é bola na rede. Pois não é que o Edu (irmão do Zico) estava num dia inspirado e em dois contra ataques fez a rede balançar por duas vezes. Na geral nós começamos quase que instintivamente a gritar “apaga a luz”, não deu outra em questão de minutos tudo era escuridão, o jogo não terminou e o Grêmio foi punido severamente pela CBF, pois os técnicos da Cia de Energia Elétrica atestaram que não ouve curto circuito algum, simplesmente o disjuntor foi desligado. Num outro jogo realizado numa tarde quente de verão um torcedor gritou: - Olha as Africanas, foi aquela correria entre os torcedores, pois de fatos um enxame de abelhas veio em direção as arquibancadas e naquela época havia uma síndrome com abelhas Africanas, pois na época elas haviam atacado e matado rebanhos e pessoas no interior do Rio Grande do Sul. Felizmente apenas uns feridos não pelas abelhas, mas pisoteados durante o tumulto. No dia 15 de dezembro de 1996 faleceu minha filha Carla Cristina e fui providenciar o enterro que seria no Cemitério João XXIII localizado num morro perto do Estádio Olímpico. Naquela tarde o Grêmio jogaria a final do Campeonato Brasileiro contra a Portuguesa. Como a Carla era Gremista dos quatro costados, comprei um jazigo de frente para o estádio e exatamente às 17 horas quando nos despedíamos dela os foguetes pipocaram parecendo dizer: O Grêmio da Carla está entrando em campo para se tornar Campeão Brasileiro. Depois disto cada vez que tinha transmissão ao vivo de Jogos do Grêmio em seu estádio eu ficava olhando na TV para ver aparecer ao longe aquilo que apelidei de “apartamento da Carla”. No dia da despedida do Olímpico me emocionei, pois a partir de agora não terei mais aquela imagem que nos dias de jogos me aproximava ao vivo de minha filha, e a partir de agora vou ficar com estas imagens somente no coração.

Comentários
Publicidade:
Publicidade
Imagem Daqui Solução Gráfica & Divulgação
Rua Pref. João Orestes de Araújo, 550 - Sala 04
Centro - Garopaba - Santa Catarina
Fone: (48) 3254-6860 / 9937-3057
E-mail: contato@imagemdaqui.com.br
Desenvolvido por
Mateus Fornari